Tradição africana é ensinada por meio de brincadeira através do coletivo Dúdú Badé

Trio de mulheres negras ensina cultura ancestral às crianças 

Já imaginou aprender cultura africana e afro-brasileira por meio de atividades, jogos, brincadeiras e magia? É esse o trabalho oferecido pelo Dúdú Badé, de São Paulo (SP). Criado em 2016, o coletivo realiza atividades multidisciplinares e itinerantes em grandes cirandas por onde passa, com alimentação, brincadeiras, contação de histórias, música, oralidade e cultura.

Colabore com a Agenda Preta

Durante os meses de abril e maio, as integrantes Amanda Cristina da Silva de Jesus, Odara Dèlé e Ana Caroline da Silva estarão no Quilombaque, no bairro de Perus, em São Paulo, com atividades que exploram a ancestralidade negra presente no cotidiano das crianças, desmistificando-a de forma lúdica.  Elas acreditam que “brincar tem seu papel importante, na construção da identidade pessoal e coletiva”.

A ideia, de acordo com as criadoras do coletivo, é estar em espaços que sejam ambientados e permitam que, ainda que simbolicamente, elementos que representem as tradições africanas, como instrumentos musicais, tecidos, balaios e outros ornamentos que auxiliam na construção positiva do imaginário infantil. “Queremos construir o cenário de histórias repleta de cores, sons, cheiros e sabores. As histórias são dinâmicas e se fundem com as brincadeiras, estabelecendo assim uma forma de relação divertida e prazerosa com as temáticas propostas”, destacam.

Com apoio do VAI (Valorização de Iniciativas Culturais), o Dúdú Badé desenvolve encontros que apresentam um país africano às crianças e jovens, com a apresentação de um nativo de algum país do continente, compartilhando sua história, cultura e riquezas, bem como língua.

Em outro, as integrantes que são arte-educadoras resgatam de forma ancestral a cultura afro-brasileira, apresentando aos pequenos a história, cultura e riquezas, fazendo-as mergulhar no desconhecido de forma lúdica e divertida.

Além deste trabalho, no próximo mês de maio, o grupo vai lançar um catálogo com temáticas infantis, fazendo o recorte étnico-racial.

 

Serviço – saiba mais sobre o Dúdú Badé no site http://dudubade.com.br/

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *