Casa de Cultura Apresenta Engrenagem Urbana e Banda Black

Carregando mapa ....

Data / Hora
Date(s) - 15/12/2017
1:00 pm - 4:00 pm

Localização
Casa de Cultura Municipal de São Mateus

Colabore com a Agenda Preta

Categorias


Casa de Cultura Apresenta Banda Black Rio e Engrenagem Urbana.

Show
Engrenagem Urbana 18hs
Banda Black Rio 19hs

Banda Black Rio , um pouco de seu histórico desta lendária banda.
Nos anos 70 quando a Banda Black Rio surgiu, foi estabelecida uma clara filosofia – ter o samba com funk-grooves nas bases, trazer encorpados arranjos de metais e misturar tudo harmonicamente com diferentes ritmos brasileiros. Desde então, a Banda Black Rio tem sido uma grande referência para o mundo da música. Artistas renomados como MosDef e a banda Incógnito têm gravado suas músicas. Ao longo dos anos, a banda teve várias formações e competentes músicos fizeram respeitosamente parte dessa continuidade.

Uma das mais importantes bandas brasileiras, a Black Rio mostrou para o mundo que a fusão do jazz e do funk combinados com o samba e gafieira formavam elementos necessários para fazer a diferença no mercado da música.

Em 1977, a Banda Black Rio lança o primeiro disco – Maria Fumaça – pela Warner Music. Em 1978, lança pela gravadora RCA o álbum Gafieira Universal, considerado um dos melhores álbuns já lançados no mercado. O terceiro álbum – Saci Pererê – foi lançado em 1978 e relançado em 1980. A partir daí, a banda ganha ainda mais força no mercado internacional.

Engrenagem Urbana , um pouco de sua história.
Músicos Inquietos. Uma ideia. Uma disposição. O Engrenagem Urbana, banda oriunda do bairro de Itaquera, é fruto da parceria entre o baixista Claudo Gomes, o tecladista e produtor Kiko de Sousa, o percussionista, baterista Thiago Rocha, juntamente com Samuel Porfirio no vocal. Atuam na cena independente desde 2010 mediante o lançamento do primeiro EP com vídeo clipe produzido no estúdio PELAARTEAZUERA, local em que foi produzido também o segundo trabalho com lançamento no SESC Itaquera (2014). O histórico de apresentações da banda agrega os mais diversos eventos, inclusive a abertura de shows de importantes músicos: Criolo, Emicida, Arnaldo Antunes, Tulipa Ruiz, Xis, Slim Rimografia entre outros artistas. O MC Samuel Porfirio contribui com seu Hip Hop conciso, bem elaborado, ora repleto de bom-humor, efusivo, ora reflexivo e divergente, com rimas nitidamente influenciadas pelos nossos típicos boêmios do samba paulista da velha-guarda, mas cheio de ideias focadas no cotidiano cosmopolita, moderno e cinza dos nossos tempos. O trio e o Mc, em parceria com outros instrumentistas que atuam como coadjuvantes desta história que já tem seus primeiros capítulos escritos, apostam nesta mistura de ritmos, que vai do Hip Hop ao Jazz, passeando pela MPB, soul e até mesmo pelo Dub, Reggae e RnB.

Comentários

comentários

Junior Rocha

Preto, amante de tecnologia, política, cultura e cerveja. Fundador da Agenda Preta e de outros projetos que ainda não existem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *