Geovana – A Deusa Negra do Samba Rock

Loading Map....

Data / Hora
Date(s) - 14/05/2017
4:00 pm - 5:15 pm

Localização
SESC Itaquera

Colabore com a Agenda Preta

Categorias


Filha de senegaleses, Geovana nasceu no bairro da Tijuca e foi criada na favela da Rocinha. Surgiu em 1971, quando participou da Bienal do Samba de São Paulo cantando o samba “Pisa nesse chão com força”, de sua autoria.
“Quem Tem Carinho Me Leva”, seu primeiro disco, só foi lançado em 1975, com uma sonoridade entre o samba afro, samba de partido-alto e o samba rock. O segundo disco, “Canto Pra Qualquer Cantar”, só foi lançado em 1988.
Participou das rodas de samba do Teatro Opinião. Em 2004 apresentou-se no Bar Café Cultural Sacrilégio, na Lapa acompanhada pelo grupo Samburbano. Em 2007 apresentou o show “Senhora Dona dos Tempos” no Sesc Santana, em São Paulo, e no Centro Cultural Memórias do Rio, no Rio de Janeiro. Apresentou-se na I Mostra de Samba rock de São Paulo ao lado do Grupo Bola de meia em 2014.
É madrinha do Batalhão da vagabundagem, movimento de samba do centro de São Paulo. Participa da roda de samba do Samba do Sol na Vila Madalena desde 2015. Foi homenageada em 2016 pelo Samba do Bule, juntamente com seu amigo Moisés da Rocha, com quem também gravou um programa especial do Samba Pede Passagem na Rádio USP em 2015. Atualmente vem trabalhando na elaboração de seu próximo CD, e também na finalização de um documentário contando e cantando sua trajetória até hoje. Geovana tem várias de suas composições gravadas por nomes importantes da MPB, como Jair Rodrigues (“Pisa Nesse Chão Com Força”, 1971), Clara Nunes (“Rosa 25, 1971), Dóris Monteiro (“Maitá”, 1976), Fundo de Quintal (“Ô, Irene”, 1986, e “Lã do meu cobertor” parcerias com Beto Sem Braço), Almir Guineto (“Tambores de Trinidad”, 1993), Tobiasdo Vai-Vai e Paula Lima (“Amor dos outros”, 2008), Dudu Nobre (“Ô, Irene”, 2008) e Izzy Gordon (“Negro Azul Da Noite”, 2011), dentre outros.

Local: Praça de Eventos

Comentários

comentários

Bruna Salles

Mulher Preta de duas cabeças. Na de dar Assistência ao Social, me encantei pela Articulação Cultural e cá estamos: Co-Fundadora e Coordenadora de Comunicação da Agenda Preta.

Comente