Jazzy na Casa das Caldeiras

Carregando mapa ....

Data / Hora
Date(s) - 17/06/2017 - 18/06/2017
7:00 pm - 3:00 am

Localização
Casa das Caldeiras

Colabore com a Agenda Preta

Categorias


 

A JAZZY 2017 está de casa nova!

Nesta edição comemoramos a volta do monstro Beto Montag, que vem com a gig BETO MONTAG 4, nos toca-discos os DJs Trusty Sp & Tamenpi finalmente recebem o DJ MARKY, o artista SOSEK ataca nosso túnel com expo, nos visuais nossa VJ residente Elka Andrello recebe o monstro VJ Alexis (Visual Farm) e a Jazzy Food fica por conta do Veggies na Praça! A casa abre as 19hs e o show começa pontualmente as 20:30hs, cheguem cedo! Os DJs iniciam as 22hs e a festa acaba as 3:00hs da manhã.

Ingresso online disponível no:
https://www.eventbrite.com.br/e/jazzy-casa-das-caldeiras-tickets-35038845129
Primeiro Lote: R$ 30,00

Contamos com sua presença!

FB: https://www.facebook.com/soundslikejazzy/
Instagram: @soundslikejazzy
#SoundsLikeJazzy

BETO MONTAG 4

São 22 anos de carreira realizando trabalhos diversos com artistas como João Donato, Bocato, Ivete Sangalo, Nomade Orquestra, Otis Trio, Mental Abstrato, Orquestra Jazz Sinfônica Jovem, Scrutinizer Band (tributo a Frank Zappa), sonoplastias em circo e teatro, o Vibrafonista e produtor cultural Beto Montag ataca agora com seu trabalho solo.
Com seu instrumento não muito comum eletrificado e adaptado com pedais de guitarra, extrai sons diversos que vão do som puro e original do vibrafone aos mais psicodélicos e destorcidos. Com um time de peso formado por Vitor Cabral, Guimas Bass e André Calixto, apresentará seu som influenciado pela música mundial dos Balafons africanos, o Gamelão da Indonésia, Rock, Jazz e artistas como Luiz Gonzaga, Pedro Santos, Zappa, Edgar Varèse, Gustav Mahler, Beatles e outras loucuras com muito groove e improviso.

Beto Montag: Vibrafone
Vitor Cabral: Bateria
Guimas Bass: Baixo
André Calixto: Saxofone

SOSEK

O artista Carlos Eduardo Doy a.k.a Sosek, tem suas raízes no underground paulistano do graffiti nos anos 90, e com uma biografia respeitada por ser um escritor atuante nas ruas de São Paulo.
O seu trabalho dentro do estúdio exterioriza-se através de pinturas, com um forte questionamento espiritual e a sua relação com o cotidiano da metrópole.
Em sua ultima série, que já teve apresentação em São Paulo e Berlin, retrata um mundo de contrastes, preto e branco, onde o seu espelho é a cidade com toda a discrepância que ela reflete.

VJ ALEXIS (VISUALFARM)

Formado em relações internacionais pela Universidade de Brasília, Alexis Anastasiou ou simplesmente VJ Alexis, abriu mão da carreira diplomática para dedicar-se exclusivamente às produções e performances audiovisuais. Mudou-se em 99 para São Paulo, onde acompanha de perto a revolução que a tecnologia digital vem provocando no mundo dos eventos e espetáculos. Em 2003 fundou a Visualfarm, produtora especializada em conteúdos visuais e projeções, pioneira na criação de espetáculos projetivos e no uso do vídeo mapping em intervenções públicas e eventos corporativos no Brasil. Nesse mesmo ano, seu remix do filme Cidade de Deus ganhou prêmio da Folha de SP e seu projeto, “Vídeografitagem”, foi
indicado ao Prêmio Sérgio Motta, dedicado ao audiovisual.
Em 2007 começou a participar do Natal Iluminado, projeto que inovou nas comemorações natalinas de São Paulo, com espetáculos de vídeo mapping em prédios e locais históricos da capital, como o Teatro Municipal, o Museu do Ipiranga, a Catedral da Sé e a fonte do Parque Ibirapuera, além de dezenas de igrejas em cidades do interior paulista.
Em 2010 ganhou o prêmio de melhor VJ do Brasil, eleito pelos leitores da revista DJ Mag. Nesse ano foi convidado pelo instituto de Arte-Mídia Holandesa para ministrar workshop de 10 dias sobre mega projeções e vídeo mapping em Amsterdam, para artistas de 15 países.
Em 2011 ganhou prêmio “Most innovative use of A/V technology an outdoor event”, da InfoComm, a mais prestigiada feira de tecnologia do mundo, pela projeção mapeada no Cristo Redentor, o famoso “Abraço do Cristo”, também premiado nos festivais de publicidade de Cannes, Clio Awards e Festival de NY. Ainda em 2011 ganhou premio de “Melhor iniciativa em artes visuais”, concedido pela APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte – pelo projeto de intervenções urbanas Vídeo Guerrilha. Em 2012, encerrou o ano com as projeções no palco do Reveillon de Copacabana no Rio, e com o Show de Natal do Prédio do HSBC, em Curitiba, dois dos mais tradicionais eventos de final de ano do Brasil.
Na edição de 2013 do Prêmio Caio, o maior premio dedicado a
empresas e profissionais da área de eventos no Brasil, Alexis
Anastasiou foi eleito personalidade do ano, no segmento de serviços, e recebeu o Grand Prix Prêmio Caio 2013.
Em 2014 realizou as projeções da festa de inauguração do Estádio Beira Rio, em Porto Alegre, uma das sedes da Copa do Mundo de 2014 e realizou as cerimonias de abertura e encerramento da Fenacult 2014, Festival Nacional de Cultura Angolana, na cidade de Luanda, Angola, onde também executou uma edição especial do projeto Vídeo Guerrilha, com o nome de Njinga Luanda.

Comentários

comentários

Bruna Salles

Mulher Preta de duas cabeças. Na de dar Assistência ao Social, me encantei pela Articulação Cultural e cá estamos: Co-Fundadora e Coordenadora de Comunicação da Agenda Preta.

Comente