Lam Matos – Coletivo Sankofa

Carregando mapa ....

Data / Hora
Date(s) - 14/07/2016
7:00 pm - 10:00 pm

Localização
Sede do Sankofa

Colabore com a Agenda Preta

Categorias


coletivo cultural sankofa

 

Papo Reto! consiste numa roda de conversa dentro da sede do Coletivo Sankofa com nomes importantes ligados à cultura LGBT cujo intuito é discutir identidade de gênero na infância e adolescência. Em sua segunda edição, no dia 14 de julho, contará com Lam Matos, referência na militância de homens trans do Brasil e que esteve ao lado de Dilma Roussef na assinatura do decreto nº 8727 – que permite o uso do nome social e o reconhecimento da identidade de gênero de pessoas travestis e transexuais. Lam é afiliado a ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais), membro do Instituto Aphroditte-SP e vice coordenador nacional do IBRAT.

No dia 17 de julho (domingo), integrantes do Sankofa abordarão o público que estiver pela Av. Paulista. “A ação convidará as pessoas a compartilharem memórias de sua infância por meio de fotografias dispostas sobre uma mesinha que estará numa espécie de sala. A cada foto escolhida o participante nos contará uma lembrança a partir da imagem.”, comenta Anderson Maciel, coordenador do projeto. A interatividade será através de monóculos que, além das fotos, trarão consigo uma viagem no tempo.

Após todas as atividades, está previsto para agosto um ensaio aberto do espetáculo que, após estreia, fará parte, entre novembro e dezembro, da 4ª adição da Mostra Excêntrica – organizada pelo Coletivo e que contará com apresentações de artes plásticas, vídeos, música e teatro junto com outros coletivos e parceiros.

PROGRAMAÇÃO:

Papo Reto! – 2ª edição
Com Lam Matos
Dia: 14 de julho – à partir das 20h00
Local: Sede do Sankofa
Rua Panguá, 669 – Vila Ré
Cerca de 60 vagas – Inscrições abertas e gratuitas pelo e-mail oficinasankofa@gmail.com

Compartilhando Memórias
Dia: 17 de julho – à partir das 14h
Local: Av. Paulista

COLETIVO CULTURAL SANKOFA

O Coletivo Cultural Sankofa, formado por artistas e educadores da Vila Ré, zona leste de São Paulo, fará durante o mês de julho uma série de atividades interativas que resultarão em um espetáculo que visa discutir as relações e violências sofridas na infância e adolescência, relacionadas a questões de gênero e sexualidade. O projeto cênico “Minha casa tem armários”, apoiado pelo Instituto Brasileiro de Transmasculinidades (IBRAT) e com financiamento do Programa VAI da cidade de São Paulo, será desenvolvido a partir de um processo em diversas etapas que, até o fim do ano, colaborarão para a montagem cênica que terá apresentação em dez residências da Zona Leste (a serem escolhidas) e três parques.

Em 2015 esteve à frente do projeto cênico “Já Nascemos Mortos”, espetáculo construído a partir de depoimentos e notícias sobre crimes contra homossexuais.

Link do Evento: https://ccsankofa.wordpress.com/2016/06/12/papo-reto-identidades-de-genero/

Comentários

comentários

Bruna Salles

Mulher Preta de duas cabeças. Na de dar Assistência ao Social, me encantei pela Articulação Cultural e cá estamos: Co-Fundadora e Coordenadora de Comunicação da Agenda Preta.

Comente