Lançamento do livro: Lima Barreto – o triste visionário

Carregando mapa ....

Data / Hora
Date(s) - 22/08/2017
7:30 pm - 8:30 pm

Localização
Sesc 24 de Maio

Colabore com a Agenda Preta

Categorias


Para celebrar o lançamento da biografia Lima Barreto – Triste visionárioa pesquisadora Lilia Moritz Schwarcz irá ministrar uma aula sobre o autor. Neste encontro a historiadora realiza uma ampla aula com exibição de imagens inéditas, fruto da extensa pesquisa sobre a vida e obra do autor.

Lima Barreto – Triste visionário, é a mais completa biografia de Lima Barreto desde o trabalho pioneiro de Francisco de Assis Barbosa, lançado em 1952, em que Schwarcz busca compreender a trajetória do biografado a partir da questão racial, ainda pouco discutida nos trabalhos sobre sua vida. Escritor militante, como ele mesmo se definia, Lima Barreto professou ideias políticas e sociais à frente de seu tempo, com críticas contundentes ao racismo e outras mazelas crônicas da sociedade brasileira. Generosamente ilustrado com fotografias, manuscritos e outros documentos originais, a obra presta um tributo essencial a um dos maiores prosadores da língua portuguesa de todos os tempos.

Lilia Moritz Schwarcz é professora titular no Departamento de Antropologia da USP, Global Scholar na Universidade de Princeton (EUA) e curadora adjunta do Masp. Seu livro As barbas do imperador: D. Pedro II, um monarca nos trópicos ganhou o prêmio Jabuti de Livro do Ano, em 1999. Dirigiu a coleção História do Brasil Nação em seis volumes, (Objetiva/ Fundação Mapfre), sendo três deles indicados para o Jabuti. Foi curadora de uma série de exposições, entre as quais Um Olhar sobre o Brasil (2012, com Boris Kossoy) e Histórias Mestiças (2014, com Adriano Pedrosa), ambas no Instituto Tomie Ohtake.

 

GRÁTIS.

 

Local: Foyer do Teatro – 1º suboslo
Foto: divulgação 

Comentários

comentários

Bruna Salles

Mulher Preta de duas cabeças. Na de dar Assistência ao Social, me encantei pela Articulação Cultural e cá estamos: Co-Fundadora e Coordenadora de Comunicação da Agenda Preta.

Comente