Mulheres Negras em Busca da Dignidade de Todas!

Mapa não está disponível

Data / Hora
Date(s) - 17/09/2017
3:00 pm - 11:00 pm

Categorias

Colabore com a Agenda Preta

 

Mulheres Negras em Busca da Dignidade de Todas!
Uma tarde de expositores e samba. Uma noite de rap e funk. Pra mostrar que quando uma sobe, puxa as outras.

*(Toda a renda será revertida para a ONG Agentes da Cidadania, que atende mulheres em situação de prostituição e de risco social na região do Parque da Luz.).

Contribuição sugerida: R$10

—Line up
Linn da Quebrada
MC Soffia
Samba Negras em Marcha
Coletivo de Oya
Bianca Soares

—Expositores
– Artesãs da Luz
– Makena
– Brechó Mulheres da Luz
– Bijoux di buate
– Ken-Gá Bitchwear

—Fotos
Amanda Clemente

—Performance
Daniele Gebak

—Door
Isabela Metta
Karol Oliveira

—Apoio Institucional
Secretaria Municipal de Saúde

— Arte
@yegustrepo

+ Cervejas
Sashimis do Antonio a preço especial

—Organização e Divulgação
Mulheres da Luz
Peixaria Mitsugi

SOBRE

Linn da Quebrada
https://www.facebook.com/mclinndaquebrada/
Bixa, trans, preta e periférica. Cantora, bailarina e performer, Linn encontrou na música – em específico, o funk – uma poderosa arma na luta pela quebra de paradigmas sexuais, de gênero e corpo. Em 2016, a artista lançou os singles “Talento” e “Enviadescer” e neste ano ela abre as atividades com a música “Bixa Preta”. Além disso, se prepara para o lançamento de sua experimentação audiovisual “blasFêmea” enquanto divulga a campanha de financiamento coletivo para a produção de seu próximo projeto, o álbum Pajubá. Nos shows, Linn da Quebrada é acompanhada pela cantora e persona Jup do Bairro, o percussionista Valentino Valentino e pelo DJ Pininga.

MC Soffia
https://www.facebook.com/mcsoffia/
Paulistana de apenas 11 anos, tem uma trajetória de gente grande no rap. Provocativa, sem medo de tocar em temas delicados e engajada, já tocou na abertura das Olimpíadas Rio 2016 com Carol Conká.

Agentes da Cidadania
https://www.facebook.com/mulheresdaluz/
A ONG, com sede no Parque da Luz, em São Paulo busca promover a cidadania e a garantia de direitos humanos das mulheres em situação de prostituição.

Para tanto, há mais de três anos promove atividades de cidadania, saúde, cultura, acesso a direitos junto às mulheres em situação de prostituição do Parque da Luz e entorno.

As mulheres acompanhadas pelo coletivo, em sua maioria, têm idade acima de 40 anos, provêm de bairros distantes da cidade, possuem baixa escolaridade e dificuldade de acesso às políticas públicas.

Samba Negras em Marcha
https://www.facebook.com/sambanegrasemmarcha/
O grupo Samba Negras em Marcha é um encontro atemporal e intergeracional realizado por mulheres que fazem samba e entoam suas raízes.

Fundado em Janeiro de 2015, um de seus eixos principais é o resgate da história e composições de mulheres que foram fundamentais para existência do samba, tais como mães de santo que abriam seus terreiros para que o samba não fosse marginalizado e para que sambistas não fossem em cana.

Essas mulheres guerreiras, pastoriando, exaltavam o samba em seus barracões e davam oportunidade deste, ser entoado pela comunidade. Ainda era quem dava o “di cumê”, o axé e até emprestavam seus artigos de cozinha para incrementar a batucada….

Essa nossa cozinha tem esse tempero, tem peso, tem mandinga e tem muito, mas muito
samba!

Coletivo de Oyá
https://www.facebook.com/coletivodeoya/
Coletivo de Mulheres Negras da Periferia de são Paulo que luta com o samba pela das mulheres negras e periféricas.

Comentários

comentários

Bruna Salles

Mulher Preta de duas cabeças. Na de dar Assistência ao Social, me encantei pela Articulação Cultural e cá estamos: Co-Fundadora e Coordenadora de Comunicação da Agenda Preta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *