“Minhas Linhas Meus Guias” é uma obra de arte de Gegê e Erick Jay

UMA MIXTAPE DE VERDADE! Raps de verdade, mixados por um dj de verdade.

Essa é a primeira impressão ao ouvir “Minhas Linhas Meus Guias”, o mais novo trabalho do Gegê, MC do Caos do Subúrbio, do Procurados e de outros projetos.

Colabore com a Agenda Preta

Gegê é daqueles MCs que mantem a essencia sem perder a inovação, manja? Suas letras mantem a pegada militante de sempre, rap de gente grande, consegue falar de política, ancestralidade africana, racismo e da vida nas ruas sem ser clichê. Se atualizando sempre pra dialogar com a atualidade, mas sem perder a raiz. O mesmo acontece com a sua musicalidade. O boom bap ainda é o estilo que predomina em seu trabalho (acho isso ótimo, diga-se), e os produtores conseguiram imprimir as origens do rap golden era com notas mais contemporâneas. Isso deixa o trampo bem foda.

As produções são um show a parte na mix. Batidas do DJ RM, Rodrigo Chiocki, DJ TG, Thomaz Beats, DJ Mayk Oliveira, Diego Ali, Sem Grana, Said, Ricardo Móck, Hadjissuinara, Kevin Augusto e Timm Arif garantem versatilidade e qualidade sem tamanho nas bases.

Nas participações o time de MCs é igualmente pesado. Dory de Oliveira, Luiz Preto, Maique Maia, Tico QDP, Jô Maloupas, Preta Ary, Dugueto Shabazz, Du Efex e Cafuso são parceiros de caneta do Gegê nas 24 faixas da tape.
Pra finalizar de forma fina, as faixas foram mixadas por ninguém menos que o DJ Erick Jay, vencedor de alguns campeonatos mundiais de DJ. Coisa pouca né?

Por hora é isso que da pra falar, em breve teremos uma entrevista com o Gegê aqui na Agenda Preta, fique atento. Por hora, ouça e re-ouça essa obra de arte do rap.

Comentários

comentários

Junior Rocha

Preto, amante de tecnologia, política, cultura e cerveja. Fundador da Agenda Preta e de outros projetos que ainda não existem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *