Vamos falar sobre o Grammy?

Na noite de ontem, 15/02, todas as atenções da tão aguardada premiação se voltaram para o rapper Kendrick Lamar, que foi o grande vencedor da noite.
Das 11 categorias que foi indicado, Kendrick levou 5. Sendo elas: Álbum de Rap, Canção de Rap, Melhor colaboração de Rap, Melhor performance de rap e Melhor videoclipe – pela participação em ‘Bad Blood’ de Taylor Swift. 

tumblr_o2md5dcy2l1tdp88bo1_1280

Além dos prêmios, o rapper roubou a cena por sua apresentação na premiação. A performance totalmente política começando com a libertação através de “The Blacker the Berry”, depois “Alright” incendiando o palco e encerrou com uma canção inédita que enlouqueceu os fãs. Kendrick não parece mesmo estar pra brincadeira e vem mostrando, com cada vez mais eficiência, que o Rap está vivo e atento nas questões dos pretos de todo o mundo. (Confira a apresentação na íntegra na AGENDA PRETA)

Colabore com a Agenda Preta

tumblr_o2m9j404UH1qh9nffo1_500

Mas nem só de Kendrick Lamar viveu o Grammy 2016. D’Angelo também marcou presença e levou pra casa o prêmio de Melhor álbum de R&B com “Black Messiah”  e Melhor canção de R&B com “Really Love”. (link do álbum)
Ainda na categoria R&B, The Weeknd ganhou a categoria Melhor performance e Lalah Hathaway ganhou a categoria Melhor performance de R&B tradicional.

Morgan Heritage ganhou a categoria Melhor álbum de reggae com “Strictly Roots”. (link do álbum)

Rhianna teve destaque mas não por ser premiada. A cantora desmarcou de última hora a presentação que faria no Grammy alegando estar sofrendo de crise de bronquite alérgica. Os fãs estavam ansiosos aguardando a primeira performance ao vivo da musa após o confuso lançamento do álbum ANTI.

Aos 45 do segundo tempo, Beyoncé – que fugiu do red carpet – apareceu pra entregar o prêmio Melhor Gravação do Ano e chamou atenção pelo look branco transparente.

Não podemos esquecer das homenagens póstumas prestadas na noite de prêmios. Stevie Wonder cantou ‘That´s The Way Of The World’ em homenagem à Maurice White (do grupo Eart, Wind & Fire) que faleceu a poucos dias. Outro ícone da música homenageado foi o Rei do Blues, B.B. KING, lembrando por  Chris Stapleton, GarChrisy Clark Jr e Bonnie Ratt. 

 

rs_1024x759-151216073328-1024-grammy-58th

Viva a Música Preta e nossos representantes!

Axé.

Comentários

comentários

Bruna Salles

Mulher Preta de duas cabeças. Na de dar Assistência ao Social, me encantei pela Articulação Cultural e cá estamos: Co-Fundadora e Coordenadora de Comunicação da Agenda Preta.